Miley Cyrus lamenta morte a tiros de admirador brasileiro

Famosos: A cantora e atriz Miley Cyrus, no sábado, 26/06, publicou alguns comentários no Twitter sobre Gabriel, morto a tiros por um homem encapuzado na última terça-feira, 22/06.

Miley Cyrus mostra suporte a fã brasileiro que foi morto. Foto: Divulgação

A família do jovem acredita que o crime tenha sido cometido por conta de homofobia, já que Gabriel era gay e tinha namorado. Ele morava na grande São Paulo e foi assassinado em Embu das Artes, também no estado.

O apoio de Miley Cyrus

No dia 24/06, quinta-feira, um seguidor da cantora fez uma publicação no Twitter falando sobre a morte de Gabriel, que era muito fã da de Miley. Nas palavras do usuário: Oi, Miley, este é Gabriel. Ele era um grande fã seu, brasileiro, e, recentemente, perdeu sua vida para a brutalidade. Homofobia. Ele te amava muito. Conheça um pouco mais sobre ele.

No entanto, no sábado, 26, a atriz percebeu o tweet e se prontificou a responder. Inicialmente, ela escreveu que: “Estou arrasada ao descobrir que um smiler perdeu brutalmente sua vida por conta de ódio, julgamento e injustiça! Chamar essa ação perturbadora de “homofobia” significaria que o assassino tinha “medo de” pessoas queer. O que é uma tremenda merda. Este coração humano estava cheio de ÓDIO e RAIVA.”

Na sequência do tweet, contudo, ela continuou dizendo que as pessoas não podem tratar isso com normalidade. “Nós não podemos continuar a permitir que esses eventos sejam considerados como simples “homofobia” … Por que você sabe quem ficou “com medo” naquela situação? Gabriel.”, explicou.

“É exatamente por isso que a importância da minha missão de lutar contra este tipo de crueldade com amor, aceitação e LIBERDADE está no topo das minhas prioridades e é o propósito da minha existência neste planeta. Eu não poderia sequer imaginar se isso acontecesse com um dos meus melhores amigos…”, prosseguiu Miley.

Por fim, a cantora refletiu sobre os próximos passos. “E saber que isso aconteceu com alguém que me amou, e eu amo em troca, parte meu coração! #NósNãoDeixaremosElesVencerem”, concluiu.

A morte de Gabriel

Aos 22 anos, Gabriel Carvalho Garcia perdeu a vida por causa de um assassinato na última terça, 23, em Embu das Artes, na Grande São Paulo. Ele tinha ido à barbearia para cortar o cabelo, mas foi morto por um homem mascarado, que, posteriormente, fugiu.

A Polícia Civil, dessa forma, está investigando o caso como homicídio. Além disso, busca pelo criminoso para prendê-lo. Segundo a família, a suspeita é de que o crime aconteceu por causa de homofobia, já que a vítima era homossexual.

De acordo com o registro da polícia, três tiros, pelo menos, atingiram a cabeça de Gabriel. O assassino, todavia, conseguiu fugir – sem levar nada do salão ou do falecido.

O namorado da vítima, nesse sentido, apareceu no Instagram e lamentou a morte do companheiro. “Esse aqui é o Gabriel com 22 anos, meu namorado, meu melhor amigo, o amor da minha vida. Estamos juntos a quase três anos, e nessa jornada durante a pandemia, ficamos sem emprego, as contas bateram na porta, pedimos doações e aguentamos até onde daria. Só que chegou o dia em que não tínhamos mais como segurar as pontas, e cada um foi pra casa de sua mãe.”, comentou.

Em seguida, ele explicou que, há poucos dias, ambos tinham conseguido um emprego. Porém, “nessa terça-feira, ele foi assassinado a sangue frio com três tiros na cabeça, dentro de uma barbearia em EMBU DAS ARTES. Mataram ele, pelo o que ele é, por ele ser feliz, por ele amar, uma pessoa de coração puro, que não tinha maldade com ninguém, sempre estendia a mão para ajudar o próximo”.

Veja o texto na íntegra: